quinta-feira, 23 de junho de 2016

A rota de planos mudou


                O tempo e a minha concepção desse planeta terra são outros. Ao redor, o ir e vir das pessoas são mais intensos. No peito, quase sempre aperta a saudade dos que se distanciaram por algum motivo ou até mesmo por causa dos estudos. A lista de sonhos cresceu. As responsabilidades, necessidades e adversidades se multiplicaram. Por conta disso, a Ritinha foi substituída por uma muito mais forte e determinada.
           Só engrandeço diante das catástrofes impostas. Hoje, sou mais devota e por ter mais confiança em mim, quero ganhar esse mundão. A bagagem de conhecimento que adquiro a cada semana, tanto trabalhando como colunista no jornal Juruá Online, quanto da faculdade tem me feito muito bem. Não penso em largar a dança e viver a vida, ousar dela com mais veemência se tornou o meu principal objetivo.
   Observar a beleza que há em um pôr do sol e nas estrelas que compõe o céu pela noite me fizeram decidir compartilhar, num livro, como eu ainda posso ver tais belezas no meio de tantos desafios que o cotidiano me traz. A ideia desse livro vem sendo amadurecida já têm uns anos, comecei a trabalhar nele há alguns meses, quero e vou conseguir publicar se Deus quiser. Isso, não é da minha parte um capricho. O lucro que viso também não é de dinheiro concreto, mas se eu fizer com que as pessoas sejam um pouquinho mais felizes e reclamem menos dos seus problemas, já ganho rios de dinheiro. Portanto, o que planejo, é fazer em três versões (convencional, em Braille e áudio-book), a minha autobiografia de uma forma inteiramente motivacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário